Thiem e Tsurenko em novos máximos

Por admin - 27 Julho, 2015

ATP

Estamos cada vez mais próximos das US Open Series e, com isso, o circuito masculino regressa esta semana aos States e aos eventos ATP 500 – apesar de não serem o mesmo, pois o torneio que pode dar meio milhar de pontos a Rafael Nadal, caso triunfe, disputa-se na terra batida de Hamburgo e não em Atlanta.

Entretanto, o circuito tem-se concentrado maioritariamente na Europa, onde dois eventos da categoria ATP 250 tiveram lugar na semana que ontem terminou. Em Bastad, Benoît Paire derrotou Tommy Robredo para elevar o seu primeiro troféu de campeão da carreira– resultado que o leva a protagonizar uma subida de vinte posições, a maior dentro dos cinquenta primeiros.

A sul dessa cidade sueca, na Croácia, Dominic Thiem foi mais forte que o “nosso” João Sousa e conquistou em Umag o seu segundo título da temporada (e de sempre). O jovem austríaco sobe hoje para o 24º lugar, a sua melhor classificação de sempre, ao passo que o português escala desde o 51º para o 43º posto. Desde Setembro do ano passado que João não se encontrava tão acima na hierarquia, ele que, com esta subida, alcança a marca das cinquenta atualizações dos Emirates ATP Rankings (não consecutivas) na primeira metade do lote dos cem melhores – onde figura há mais de dois anos, neste caso ininterruptamente.

Fora do Velho Continente, um australiano (que curiosamente até nasceu na Alemanha) triunfou, em Bogotá, no último torneio da época disputado em solo sul-americano. Na capital colombiana, Bernard Tomic, a fazer a melhor temporada da sua curta e polémica carreira, levou de vencida o francês Adrian Mannarino na final do Claro Open Colombia, resultado que lhe permite reentrar no top25.

A maior escalada da semana no top100 é protagonizada pelo jovem georgiano Nikoloz Basilashvili, que venceu o Challenger de Scheveningen onde derrotou, entre outros, o holandês Thiemo de Bakker, tenista da casa e antigo top40, e o ex-número um alemão Florian Mayer. Basilashvili estreia-se como 90º tenista mundial esta semana.

1. (1) Novak Djokovic (Sérvia), 13.845 pontos
2. (2) Roger Federer (Suíça), 9.665 pontos
3. (3) Andy Murray (Grã-Bretanha), 7.840 pontos
4. (4) Stan Wawrinka (Suíça), 5.790 pontos
5. (5) Kei Nishikori (Japão), 5.525 pontos
6. (6) Tomas Berdych (Rep. Checa), 5.140 pontos
7. (7) David Ferrer (Espanha), 4.325 pontos
8. (8) Milos Raonic (Canadá), 3.810 pontos
9. (9) Marin Cilic (Croácia), 3.495 pontos
10. (10) Rafael Nadal (Espanha), 3.000 pontos

24. (26) Dominic Thiem (Áustria), 1.475 pontos
25. (29) Bernard Tomic (Austrália), 1.400 pontos
42. (62) Benoît Paire (França), 1.010 pontos
43. (51) João Sousa (Portugal), 968 pontos
90. (118) Nikoloz Basilashvili (Geórgia), 542 pontos


WTA

No ranking feminino, e à semelhança do masculino, também não há alterações no top15. O circuito WTA continua de igual modo centrado no continente europeu, com as edições deste ano de dois torneios da categoria International a terem ficado decididas no passado domingo.

Em Bad Gastein, Samantha Stosur conquistou o seu segundo troféu de campeã da temporada. A australiana derrotou Karin Knapp na final do Nürnberger Gasteinladies 2015, resultado que lhe permite subir desde o 23º para o 21º lugar na atualização de hoje.

Já em Istambul, Lesia Tsurenko saiu por cima frente a Urszula Radwanska para elevar o seu primeiro troféu de campeã na Turquia. A tenista ucraniana termina Julho na 47ª posição, a sua melhor de sempre.

Nota, ainda, para a queda da sua compatriota Elina Svitolina. Uma vez que o torneio de Baku foi agendado para uma semana mais tarde em relação à temporada passada (começa precisamente hoje), a jovem de vinte anos desce do 17º para o 20º posto, empatada com Stosur.

1. (1) Serena Williams (EUA), 13.191 pontos
2. (2) Maria Sharapova (Rússia), 6.490 pontos
3. (3) Simona Halep (Roménia), 5.151 pontos
4. (4) Petra Kvitova (Rep. Checa), 5.000 pontos
5. (5) Caroline Wozniacki (Dinamarca), 4.910 pontos
6. (6)  Ana Ivanovic (Sérvia), 3.835 pontos
7. (7) Agnieszka Radwanska (Polónia), 3.560 pontos
8. (8) Lucie Safarova (Rep. Checa), 3.515 pontos
9. (9) Garbiñe Muguruza (Espanha), 3.365 pontos
10. (10) Carla Suárez Navarro (Espanha), 3.285 pontos

20. (17) Elina Svitolina (Ucrânia), 2.245 pontos
21. (23) Samantha Stosur (Austrália), 2.245 pontos
47. (71) Lesia Tsurenko (Ucrânia), 1.082 pontos


Portugueses

Depois de João Sousa, o primeiro tenista português a subir no ranking é Romain Barbosa, escalando trinta posições até ao 608º lugar. De resto, Frederico Silva mantém-se como 264º tenista mundial e Gastão Elias e Rui Machado pioram a sua pontuação, enquanto João Domingues e Frederico Gil descem mas sem perderem pontos.

43. (51) João Sousa, 986 pontos
187. (181) Gastão Elias, 258 pontos
246. (237) Rui Machado, 195 pontos
264. (264) Frederico Ferreira Silva, 180 pontos
491. (490) João Domingues, 72 pontos
515. (513) Frederico Gil, 67 pontos


Portuguesas

Quanto às “nossas” tenistas, apenas Joana Valle Costa desce, e apenas dois lugares. De resto, Inês Murta mantém-se e todas as outras sobem, com destaque para as cinco posições de Michelle Larcher de Brito.

151. (156) Michelle Larcher de Brito, 324 pontos
793. (793) Inês Murta, 17 pontos
809. (810) Maria João Koehler, 16 pontos
922. (920) Joana Valle Costa, 11 pontos
1100. (1102) Mafalda Fernandes, 6 pontos
Foto: sapo.pt