Pliskova às portas do top10; Anderson alcança novo máximo

Por admin - 22 Junho, 2015

ATP

Os dois eventos da categoria ATP 500 no road to Wimbledon voltaram a ter como vencedores tenistas que têm nessa “casa” o seu maior número de títulos no currículo.

Bem perto do All England Club, mas no “da rainha”, Andy Murray levantou o seu quarto troféu de campeão do Aegon Championships. O derrotado pelo campeão olímpico na final do torneio do Queen’s Club foi o sul-africano Kevin Anderson, cuja boa prestação em terras de Sua Majestade o leva a subir desde o 17º para o 14º lugar na atualização de hoje – melhorando o 15º posto, alcançado no início do ano, como melhor classificação da carreira nos Emirates ATP Rankings.

Para Este, em Halle, e se os quatro títulos de Murray em Queen’s já são impressionantes, o que dizer dos oito de Roger Federer? O vencedor de dezassete torneios do Grand Slam vingou a derrota na terceira ronda do Open da Austrália para Andreas Seppi na final do Gerry Weber Open e, se Federer se mantém a mais de quatro mil pontos de Novak Djokovic no topo da hierarquia, já o finalista transalpino é o protagonista da maior subida no top100 mundial, ao escalar dezoito posições e iniciar a semana como 27º tenista mundial – ele que já foi top20, há cerca de dois anos e meio.

1. (1) Novak Djokovic (Sérvia), 13.845 pontos
2. (2) Roger Federer (Suíça), 9.665 pontos
3. (3) Andy Murray (Grã-Bretanha), 7.450 pontos
4. (4) Stan Wawrinka (Suíça), 5.790 pontos
5. (5) Kei Nishikori (Japão), 5.660 pontos
6. (6) Tomas Berdych (Rep. Checa), 5.050 pontos
7. (7) David Ferrer (Espanha), 4.490 pontos
8. (8) Milos Raonic (Canadá), 4.440 pontos
9. (9) Marin Cilic (Croácia), 3.540 pontos
10. (10) Rafael Nadal (Espanha), 3.135 pontos

14. (17) Kevin Anderson (África do Sul), 2.090 pontos
27. (45) Andreas Seppi (Itália), 1.280 pontos


WTA

No único torneio feminino da semana que ontem terminou, a alemã Angelique Kerber sagrou-se campeã do Aegon Classic Birmingham 2015. A tenista natural de Bremen levou de vencida a checa Karolina Pliskova, que, assim, ultrapassa “apenas” Eugenie Bouchard para ocupar o décimo-primeiro posto nesta segunda-feira – em caso de vitória Pliskova teria entrado pela primeira vez na carreira nas dez primeiras, à frente de, precisamente, Kerber.

A jovem francesa Kristina Mladenovic também está em evidência nesta nova atualização, pois a semi-final alcançada no Edgbaston Priory Club leva-a a regressar ao top40 e a colocar-se apenas um lugar abaixo do seu máximo de carreira.
De resto, e uma vez que este ano o intervalo entre Roland Garros e Wimbledon é de três semanas (em vez dos anteriores quinze dias), o torneio análogo de 2014, em termos de ranking, à edição deste ano de Birmingham foi o torneio de Eastbourne, onde a norte-americana Madison Keys se sagrou campeã e a britânica Heather Watson foi semi-finalista; com a primeira a ter estado ausente da cidade inglesa e a segunda a ter-se ficado pela primeira ronda, caem ambas na hierarquia mundial.

1. (1) Serena Williams (EUA), 11.291 pontos
2. (2) Petra Kvitova (Rep. Checa), 6.870 pontos
3. (3) Simona Halep (Roménia), 6.200 pontos
4. (4) Maria Sharapova (Rússia), 5.950 pontos
5. (5) Caroline Wozniacki (Dinamarca), 5.000 pontos
6. (6) Lucie Safarova (Rep. Checa), 4.055 pontos
7. (7)  Ana Ivanovic (Sérvia), 3.895 pontos
8. (8) Ekaterina Makarova (Rússia), 3.575 pontos
9. (9) Carla Suárez Navarro (Espanha), 3.345 pontos
10. (10) Angelique Kerber (Alemanha), 3.285 pontos

11. (12) Karolina Pliskova (Rep. Checa), 3.210 pontos
21. (18) Madison Keys (EUA), 1.980 pontos
37. (43) Kristina Mladenovic (França), 1.275 pontos
64. (47) Heather Watson (EUA), 885 pontos


Portugueses

Atualização pouco positiva para os tenistas portuguesas, com Gastão Elias a ser o único dos presentes no top600 a não piorar a sua posição.

45. (44) João Sousa, 986 pontos
164. (164) Gastão Elias, 320 pontos
224. (219) Rui Machado, 216 pontos
285. (272) Frederico Ferreira Silva, 169 pontos
509. (505) João Domingues, 70 pontos
519. (518) Frederico Gil, 67 pontos


Portuguesas

Por outro lado, todas as nossas tenistas presentes na hierarquia WTA sobem nesta segunda-feira, a começar desde logo pela número um lusa Michelle Larcher de Brito: a lisboeta esteve em evidência em Birmingham, ao ultrapassar a fase de qualificação e chegar à terceira ronda após levar de vencida a campeã em título Ana Ivanovic, e regressa assim ao top120 mundial.

A subida de dezasseis posições acaba por não ser a maior dentro das tenistas portuguesas, uma vez que Inês Murta e Maria João Koehler estão de igual modo em destaque.

119. (135) Michelle Larcher de Brito, 474 pontos
763. (799) Inês Murta, 19 pontos
842. (863) Maria João Koehler, 14 pontos
1181. (1182) Mafalda Fernandes, 4 pontos