Osaka: «Às vezes sinto que não amo o ténis, mas se não jogar não tenho nada para fazer durante o dia»

Por Nuno Chaves - 24 Agosto, 2019

Naomi Osaka, número um mundial, chega ao Open dos Estados Unidos com objetivo de tentar defender o título inédito conquistado na temporada passada.

A nipónica chegou durante a semana a Nova Iorque e falou esta sexta-feira aos jornalistas onde voltou a deixar bem clara a sua paixão pelo ténis. “Levo um tempo onde tenho relaxado a minha mente e a perceber que tenho de estar bem a fazer aquilo que amo. Eu amo o ténis. Às vezes sinto que não, mas se me levantar de manhã e notar que não jogo, não tenho nada para fazer durante o dia. Definitivamente que mudou para mim. Apenas tento aprender algo de novo todos os dias, tento fazer o meu melhor”, confessou Osaka.

A japonesa, que se lesionou durante Cincinnati, mostrou-se confiante em relação ao seu joelho. “Está cada vez melhor. Estou a jogar cada vez mais por dia e sinto que está a melhorar. Com sorte consigo curar isto depressa, por isso, acho que está com bom aspeto isto”, admitiu a líder do ranking mundial que defronta no seu encontro de estreia, a bielorrussa Anna Blinkova.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.