Nadal farto de perguntas sobre Alcaraz: «Não posso falar dele todos os dias»

Por Pedro Gonçalo Pinto - Maio 11, 2022
Créditos: Bruno Alencastro/Bola Amarela

Carlos Alcaraz é o tema de momento… nas conferências de imprensa de todos os jogadores. Ora, para um deles, está na altura de isso parar. Rafael Nadal foi novamente questionado sobre o que o jovem compatriota de 19 anos poderá fazer e sobre se o nível que está a apresentar agora é melhor do que o seu próprio quando tinha a mesma idade. A resposta foi esclarecedora.

“Não sei, homem. Já não sei como é que eu era, mas não posso falar dele todos os dias, sobre se quem vai ser o melhor ou quem é mais forte agora. Só podemos desfrutar da sua carreira. Deixem de o comparar comigo, por muito interessante que possa ser para vocês. Se ganhar 25 Grand Slams será genial para ele e para o nosso país, mas deixem-no desfrutar. Eu pude gerir a minha carreira como quis, é o momento para o deixar fazer isso também”, atirou.

Mas Nadal quis mesmo deixar este pensamento claro. “Não podemos estar todos os dias a pensar no que ele pode conseguir. Está a jogar a um nível fantástico e provavelmente eu em 2005 também. Mas são momentos diferentes, carreira diferentes e maneiras distintas de abordar as coisas porque os tempos mudam. Não me perguntem mais porque vou dizer sempre o mesmo, não podem fazer mais pressão sobre ele. É genial ter um jogador como o Carlos, de quem desfrutar durante muitos anos, mas eu ainda jogo e só me concentro em mim”, acrescentou.

Ora, sobre ele próprio, olhou já para o duelo com Denis Shapovalov nos oitavos-de-final em Roma. “Agora mesmo não penso muito no adversário que enfrento, só mesmo em melhorar a cada dia. O único objetivo é ser melhor amanhã do que fui hoje e a cada dia. Tenho uma boa oportunidade para isso contra ele, que é um grande jogador que me vai exigir muito,  tal como no ano passado, em que ganhei quase por milagre”, rematou.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.