Nadal e Alcaraz juntam-se para Espanha celebrar algo que só tinha acontecido uma vez

Por Pedro Gonçalo Pinto - Setembro 12, 2022
Créditos: Bruno Alencastro/Bola Amarela

2022 foi um ano espetacular para se ser adepto espanhol no ténis. O ano começou com Rafael Nadal a conquistar o Australian Open, prosseguiu em altas com mais um troféu do espanhol em Roland Garros e foi fechado com chave de ouro no que aos Grand Slams diz respeito, com Carlos Alcaraz a arrebatar o US Open. Só faltou mesmo Wimbledon, que ficou nas mãos de Novak Djokovic.

Pois bem, desta forma, Nadal e Alcaraz juntaram-se para fazer história para o ténis espanhol, tendo em conta que apenas por uma vez se tinha visto algo deste tipo acontecer: três Grand Slams ficarem nas mãos de nuestros hermanos. A outra vez em que isso aconteceu, Rafa não precisou de ajuda. O maiorquino conquistou Roland Garros, Wimbledon e US Open em 2010, ficando-lhe a faltar apenas o Australian Open, ganho por Roger Federer.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.