Moya sem dúvidas: «Seria muito grande Nadal voltar a número um e ainda mais acabar o ano lá»

Por Pedro Gonçalo Pinto - Setembro 4, 2022

Neste preciso momento, Rafael Nadal é virtualmente o número um do Mundo. Tudo vai depender do que se vai passar no resto do US Open, mas o tenista espanhol tem tudo para regressar ao topo do ranking e, quem sabe, acabar o ano na frente. Não é algo em que Rafa pense demasiado, mas Carlos Moya garante que seria estrondoso.

“Se olharem para o calendário dele percebem que não é algo que ele procure, mas se se tornar possível vamos atacar. Seria muito grande Nadal voltar a número um e ainda mais acabar o ano lá. Mas o mais importante é cuidar do seu corpo e ser competitivo nos Grand Slams”, afirmou Moya, ao site do ATP Tour, sem esconder que gostava de ver o espanhol a conquistar as ATP Finals, um título que lhe falta.

Por outro lado, Moya falou sobre a desistência em Wimbledon e as mudanças no serviço. “Rafa tomou uma boa decisão ao não jogar as meias-finais de Wimbledon. Tem de pôr a saúde em primeiro lugar porque se estiver bem continua a ser competitivo em todos os torneios. Os primeiros encontros aqui foram razoáveis, mas temos experiência nisto, sabemos que pode crescer e, como disse, ativar o modo Grand Slam. Quanto ao serviço, mudámo-lo porque havia um alto risco de recaída na lesão abdominal”, sustentou.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.