Moutet vai defrontar ídolo Nadal: «Cheguei a dormir com a camisola de alças dele…»

Por Pedro Gonçalo Pinto - Maio 23, 2022

Corentin Moutet bateu Stan Wawrinka e garantiu que vai poder cumprir um sonho de criança: defrontar Rafael Nadal em Roland Garros. O francês, atual 139.º do ranking ATP, confessa que passou a sua infância a idolatrar o campeoníssimo espanhol, ao ponto de, nas palavras do próprio, fazer coisas… estúpidas.

DUELO COM NADAL

“Não sei se vai ser no Central, mas defrontar o Rafa é o meu sonho. Já não é o meu ídolo porque agora estou no circuito, mas eu comecei a jogar ténis a vê-lo. Lembro-me do primeiro Grand Slam dele. Até o imitava quando era miúdo. Há uns anos defrontei o Londero para potencialmente defrontar o Nadal na ronda seguinte, mas falhei e pensei sempre nisso. Então é um grande prazer defrontá-lo no Court Central ou noutro court qualquer. Claro que vou tentar ganhar. Treino todos os dias para jogar este tipo de encontros. Mas poder jogar contra ele e ver o que se sente, é uma oportunidade que mereço”

O QUE IMITAVA

“Imitava muita coisa e até fiz coisas estúpidas… Cheguei a dormir com a camisola de alças dele de Roland Garros… Mas era uma criança, não tinha 14 ou 15 anos. Imitava o serviço dele. Quando és miúdo tens de ter ídolo para te identificares com alguém. Eu era esquerdino, então ele era a minha inspiração. Tentei reproduzir o que ele fazia, então imitava o serviço e a direita”

DO QUE TEM MAIS MEDO

“Não tenho medo de nada, para ser honesto. Ele é um grande jogador. Toda a gente o conhece e não tenho medo de nada. Nunca treinei com ele, então não consigo imaginar como é que ele joga. Sei que ganhou muitos títulos em Roland Garros, portanto terá boas sensações, sabe o que é jogar aqui. Vou ter de me focar no que fiz como contra o Wawrinka”

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.