Djokovic: «Quadro mais desequilibrado de sempre? Eu conheço-o, mas…»

Por José Morgado - Maio 24, 2022

PARIS. FRANÇA. Novak Djokovic, campeão em título e número um Mundo, passou pela sala de imprensa de Roland Garros após avançar para a segunda ronda da prova e analisou não só o seu encontro diante de Yoshihito Nishioka como alguns aspetos mais interessantes sobre o torneio francês.

ENCONTRO COM NISHIOKA

Ele é um dos jogadores mais rápidos do circuito, as condições são lentas e foi difícil ultrapassa-lo da linha de fundo mas servi bem. Os dois últimos sets foram fáceis e tenho de estar orgulhoso pela forma como joguei.

SESSÕES NOTURNAS DESAFIANTES

As sessões noturnas ainda são novas aqui, mas foi a primeira vez que tivemos o estádio cheio e foi divertido. Tive sorte por jogar no central porque assim pude acabar o encontro.

NOVE MESES SEM JOGAR NUM GRAND SLAM

Não senti nada de diferente na minha preparação ou performance. Estava ansioso por jogar, sinto me em forma e estou entusiasmado por competir e feliz por voltar q Roland Garros, um dos maiores torneios do Mundo.

SORTEIO MAIS DESEQUILIBRADO DE SEMPRE COM DJOKOVIC, NADAL E ALCARAZ DO MESMO LADO?

O sorteio e o sorteio. É uma questão de sorte. Olhei para o quadro, todos fazemos, mas temos de olhar para cada encontro de cada vez.

WIMBLEDON SEM PONTOS

Djokovic arrasa Wimbledon: «ATP mostrou que as más decisões de Wimbledon têm consequências»

 

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.