Mãe Rússia mete todos na linha com temporada absolutamente avassaladora em 2021

Por Bola Amarela - Dezembro 6, 2021

2021 acabou… como começou: com a Rússia a conquistar uma competição por equipas. O problema para o resto dos países é que a temporada também foi decorrendo assim, com a ‘Mãe Rússia’ a meter toda a gente na linha com uma temporada absolutamente avassaladora e recheada de sucessos. Tem dúvidas? Ora vamos a contas.

As Davis Cup Finals foram a cereja no topo do bola, com Daniil Medvedev, Andrey Rublev e companhia a guiarem a seleção russa ao primeiro título na Davis 15 anos depois. Já no arranque da temporada, estes mesmos protagonistas não deram hipóteses a ninguém e arrebataram a ATP Cup de forma autoritária. Ainda no ténis masculino, a Rússia tem esses dois representantes no top 10 – ainda Aslan Karatsev no top 20 e Karen Khachanov no top 30 -, enquanto Medvedev chegou à final do Australian Open e venceu o US Open.

Já no feminino, Ekaterina Alexandrova, Daria Kasatkina, Veronika Kudermetova, Anastasia Pavlyuchenkova Liudmila Samsonova agigantaram-se para conquistar as Billie Jean King Cup Finals, isto num ano em que Pavlyuchenkova alcançou a final de Roland Garros.

Mas a Rússia não se ficou por aqui. Basta olhar para os Jogos Olímpicos e ver que os russos foram quem mais medalhas arrebataram no ténis. Khachanov ficou com a prata em singulares masculinos, enquanto a final de pares mistos foi cem por cento russa: Pavlyuchenkova e Rublev bateram Elena Vesnina e Karatsev. Um ano, no mínimo, memorável.

https:\/\/bolamarela.pt//bolamarela.pt//bolamarela.pt/super-russia-conquista-a-davis-pela-terceira-vez/

Bola Amarela