Federer e o novo sistema de ranking: «Posso estar mais relaxado»

Por Tiago Ferraz - Julho 13, 2020
federer

O tenista suíço Roger Federer foi um dos maiores beneficiados das medidas ATP para a retoma do ténis e diz o que sente ao Tennis Actu.

“Para mim, a situação não muda muito, ainda que a nível de ranking a classificação pudesse ser diferente. Os meus fãs estão contentes porque, ainda que eu não possa jogar, os outros não poderão ganhar pontos, mas isso não me preocupa em absoluto. A única coisa que isto me permite fazer é estar mais relaxado”, disse, citado pelo Punto de Break.

Roger Federer lança ainda as bases para a temporada de 2021:

“Espero estar preparado a 1 de dezembro para começar a estar focado na temporada de 2021”, disse.

Recorde-se que Roger Federer foi operado em junho e que anunciou que não volta a competir em 2020, mas com este sistema acaba por ser beneficiado. Num mudo normal, caso Federer não jogasse mais em 2020, o suíço ficaria muito perto de sair do top 100, uma vez que só jogou um torneio, o Australian Open, nesta temporada. Nesse sentido, com o novo sistema de ranking, o suíço vai manter todos os seus pontos principais de 2019 (Indian Wells, Wimbledon, Miami, Roland Garros, Halle e Basileia, por exemplo) e terá uma nova oportunidade para defendê-los em 2021. Feitas as contas, Federer deverá manter-se dentro do top 8 ATP.

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.