Djokovic: «Federer é um modelo a seguir para mim, o que ele faz inspira»

Por Nuno Chaves - Novembro 15, 2019
federer-djokovic
ATP

Novak Djokovic falhou pela primeira vez desde as meias-finais das ATP Finals, ao ceder no encontro decisivo do Grupo Borg para Roger Federer, naquele que foi o reencontro entre ambos desde a épica final de Wimbledon.

O sérvio, que falha também o assalto à liderança de Rafa Nadal, deixou muitos elogios ao suíço, que continua ao mais alto nível com 38 anos. “Isso motiva-me. Mostra-me que é possível. Tenho a maior das admirações por ele e por aquilo que faz em court. O conseguiu é fenomenal. É um modelo a seguir mesmo para mim, que sou um dos seus rivais. O que ele faz, inspira-te”, confessou o tenista de Belgrado.

Djokovic também revelou como ultrapassa uma derrota tão decisiva. “Joguei contra o Federer e o Nadal mais de 50 com cada um e perdi muitos jogos. Cada derrota é dolorosa mas quando jogas contra os teus maiores rivais, isso dá um sabor extra, tanto nas vitórias como nas derrotas”, admitiu o número dois mundial.

“No final de contas, somos profissionais e já tenho experiência suficiente para superar estas derrotas e ir buscar uma nova oportunidade no dia de amanhã”, concluiu Nole.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.