Federer: «Sinto-me bem e jovem, deve ser do corte de cabelo»

Por José Morgado - Novembro 15, 2019
federer-londres

Roger Federer analisou em conferência de imprensa o seu triunfo desta quinta-feira em Londres diante de Novak Djokovic, que garantiu simultaneamente a sua qualificação para as meias-finais das ATP Finals, a eliminação do sérvio na fase de grupos e a liderança do ranking mundial de Rafael Nadal no final da temporada.

Estou feliz pelo nível que consegui jogar hoje. É sempre bom ganhar ao Novak Djokovic. Tinha um plano de jogo claro e consegui cumpri-lo bem. Sinto-me bem, fresco de cabeça e jovem. Deve ser do corte de cabelo”, brincou o helvético de… 38 anos.

O que parece não estar tão boa é a memória do suíço. Federer admitiu que não se lembrava que já não ganhava a Djokovic desde novembro de 2015. “Estive tantas vezes perto de derrotá-lo nos últimos que sinceramente não tinha essa noção. É incrível. Desde que fui operado ao joelho [inícios de 2016] nunca mais lhe ganhei. Eu sabia que ele hoje tinha muita pressão em cima pela luta do número 1. Havia muita coisa em jogo e é uma vitória bastante especial para mim”.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.