Borges, Cação e Domingues brilham em Antalya, Gonçalo Oliveira desiste lesionado

Por Bola Amarela - Novembro 30, 2021
nuno-borges-cif
FOTO: Beatriz Ruivo

A manhã foi muito positiva para o ténis português no Challenger de Antalya, na Turquia. É que três dos quatro lusos que entraram em ação na primeira ronda seguiram mesmo em frente com excelentes exibições, sendo que o único que ficou pelo caminho foi Gonçalo Oliveira, azarado a ter de desistir por lesão depois de ter arrancado muito bem o seu encontro.

Mas vamos por partes. Nuno Borges, número 253 do ranking ATP, desenvencilhou-se de um tenista da casa, ao levar a melhor diante de Ergi Kirkin (311.º), com os parciais 6-4 e 6-3. O maiato defendeu o estatuto de 6.º cabeça-de-série e agora fica à espera de Evgenii Turniev (319.º) ou Yanki Erel (429.º).

Já João Domingues é o 3.º cabeça-de-série e pontuou o regresso à competição quase dois meses depois com uma excelente vitória. O número 248 da hierarquia mundial masculina superou o italiano Riccardo Bonadio (298.º), por 7-6(4), 4-6 e 6-1, sendo que vai agora defrontar o dominicano Nick Hardt (351.º). Caso Domingues e Borges vençam os seus encontros, defrontam-se nos quartos-de-final.

Ainda na onda de vitórias, Tiago Cação (507.º) somou o terceiro triunfo em dois dias, ao mostrar-se muito superior ao georgiano Aleksandre Metreveli (569.º), como os parciais 6-3 e 6-2 atestam. Segue-se uma tarefa mais exigente, com o croata Duje Adjdukovic (4.º pré-designado e 251.º do mundo) pela frente. O único a ficar pelo caminho foi, então, Gonçalo Oliveira (282.º) qie liderou por 4-1 frente a Dalibor Svrcina, antes de desistir quando perdeu o primeiro set por 6-4.

Bola Amarela