Alcaraz perto do sonho, Tomic faz tempo voltar atrás no Australian Open

Por Bola Amarela - Janeiro 12, 2021
alcaraz-rg

A disputar um qualifying de um Grand Slam apenas pela segunda vez na carreira, Carlos Alcaraz está a viver um autêntico sonho. Com apenas 17 anos, o prodígio espanhol na terceira e última ronda de qualificação do Australian Open, depois de mostrar nervos de aço num duro duelo com o russo Evgeny Karlovskiy. 7-6(1) e 7-6(4) foram os parciais do triunfo que deixa o 141.º ATP a um passo de riscar já um objetivo de carreira da lista.

Alcaraz teve uma vantagem de 5-2 no primeiro set, mas uma quebra de rendimento empurrou-o para um tie-break que jogou de forma quase perfeita. Já no segundo parcial, voltou a tremer na reta final, desta feita quando foi quebrado numa altura em que servia para fechar o encontro. Como se não bastasse, estava a perder por 4-2 no tie-break, mas venceu cinco pontos consecutivos para fechar o duelo. Segue-se Hugo Dellien ou Andrew Harris.

Quem tem experiência a este nível, mas procura voltar aos melhores momentos, é Bernard Tomic. O australiano de 28 anos, que já chegou aos ‘quartos’ de Wimbledon e cinco vezes aos ‘oitavos’ num torneio do Grand Slam, também garantiu um lugar na ronda final de qualificação. Agora como número 228 ATP, Tomic viu o jovem Tristan Schoolkate servir para fechar o encontro – cometeu uma dupla falta no único match point que teve… – a 5-4 no terceiro, mas triunfou com os parciais 6-4, 1-6 e 7-6(3), ao cabo de 2h30.

Por entre as polémicas que vai estando envolvido, Tomic tem agora hipótese de chegar ao quadro principal de um Major pela primeira vez desde 2019, em Wimbledon. A última ocasião em que venceu um encontro já entre os melhores foi em 2018 também no All England Club. Mas, para ter essa hipótese, terá de bater Tallon Griekspoor ou John Patrick Smith.

Bola Amarela