Sinner: «Nadal entra no treino como se fosse a final de um Grand Slam»

Por Bola Amarela - Fevereiro 4, 2021
Foto: Getty Images

Jannik Sinner teve o privilégio de ser escolhido por Rafael Nadal como parceiro de treino para a quarentena em Adelaide. Já com essa experiência concluída, o jovem italiano lembrou aquilo que aprendeu com o número 2 do Mundo e o que mais o impressionou.

“Foi uma honra tremenda. A experiência foi fantástico e aprendi muitíssimo com ela. Foi incrível estar tão perto de um grande campeão e ver a forma como ele pensa e aborda cada treino. É uma pessoa muito agradável e humilde. É incrível ver como entra em cada de treino como se fosse a final de um Grand Slam”, contou o transalpino, de 19 anos, ao jornal inglês ‘Metro’.

Mais a nível pessoal, o 36.º do Mundo mostra muita maturidade e, acima de tudo, calma no que diz respeito aos objetivos. Sinner confessa que sonha ser número um e conquistar Grand Slams, mas vê além disso. “Os meus objetivos nunca estão orientados por ranking ou resultados. Só quero melhorar o meu corpo, a minha mente e o meu ténis. Para isso, a chave é fazer muitos encontros, então a única meta numérica que coloco é jogar 60 encontros. Não o pude cumprir em 2020 por causa da Covid-19, mas este ano é o objetivo”, sustentou.

Por outro lado, Sinner deixou uma frase curiosa sobre o duríssimo trabalho físico que faz com o seu preparador físico Dalibor Sirola. “A verdade é que prefiro jogar 10 horas seguidas do que ter de fazer uma hora de físico com o Dalibor. Ele mata-me sempre! Mas é o melhor”, contou, entre risos.

Bola Amarela