Serena Williams: «Partir raquetas não é solução para nada»

Serena Williams, de 37 anos, não compete desde que perdeu a final do US Open com Naomi Osaka. Nesse polémico encontro, a antiga número um do Mundo levou três advertências e um ponto de penalização, uma das quais — a única que não discutiu — devido a uma raqueta partida. Agora, em entrevista, a norte-americana vem admitir que talvez esse… não seja o caminho para os miúdos que agora comecem a jogar.

“Eu costumava partir muitas raquetas, especialmente nos treinos. Muitas vezes nos encontros também, como uma forma de libertar a frustração. Muitas vezes é igualmente uma maneira de transportar para atos as nossas emoções”, começou por admitir a campeoníssima, vencedora de 23 títulos do Grand Slam em singulares. “É certo que partir raquetas não é a solução para nada, mas eu não sou a melhor pessoa para dar estes conselhos quanto já parti tantas”, assume a americana.

Serena Williams, sem jogar desde inícios de setembro, inícia 2019 na Hopman Cup, onde vai representar os Estados Unidos ao lado do jovem Frances Tiafoe. Antes, defronta a irmã Venus em troca de um milhão de dólares em Abu Dhabi, a 27 de dezembro, nos Emirados Árabes Unidos.

  • Categorias:
  • WTA