Roddick: «Se o meu filho tiver um centésimo do sucesso de Federer que seja tão gracioso»

Por Pedro Gonçalo Pinto - Agosto 17, 2021
roddick-federer

Andy Roddick ganhou a Roger Federer apenas três vezes em 24 encontros ao longo de toda a carreira, sendo que o suíço ‘tirou’ ao antigo tenista norte-americano quatro títulos do Grand Slam: triunfou em três finais de Wimbledon e noutra do US Open. Ainda assim, A-Rod nunca escondeu a admiração que sentia pelo helvético – até dizia que gostava de o odiar mas não conseguia – e agora reforçou esse sentimento, depois de saber que Federer vai ser operado novamente ao joelho direito.

“Ele não se estava a mexer tão bem. Era uma sombra do que conhecíamos do Roger, não segurava tanto o serviço. Ele sabe que vem aí uma montanha para escalar, mas espero que ele supere e possa sair nos seus termos. Não me interessa se volta tão bom como já foi. Isso não é importante neste momento. O que interessa é que consiga o adeus que quer. Se se quiser despedir dos adeptos pessoalmente num torneio, deve poder fazer isso. Se ele não quer ser um jogador de cerimónia ou jogar menos do que esperamos, deve poder fazer isso”disse o agora comentador do Tennis Channel.

Mas Roddick foi mais longe e até falou… do seu pequeno filho Hank, de apenas 5 anos. “Se o meu filho tiver um centésimo do sucesso de Federer, nem que seja por um dia, espero que seja tão gracioso. Não só em relação aos outros jogadores, mas também árbitros. Houve grandes jogadores de ténis e vai continuar a haver. Mas a forma como ele era quando não ninguém estava a ver é o mais importante”destacou, ele que diz ser “horrível ver ícones do desporto saírem porque os corpos estão a desligar”.

Pedro Gonçalo Pinto