O dia em que Moya não conseguiu jogar Acapulco mas relembrou que havia um jovem chamado… Nadal

Por Nuno Chaves - Dezembro 12, 2019
moya-nadal

Rafa Nadal, número um mundial, é um jogador que toda a gente conhece em qualquer parte do mundo mas em 2005 era apenas um jovem, de 18 anos, em ascensão no circuito mundial e que procurava escalar posições no ranking mundial.

Alejandro Burillo, diretor do ATP 500 de Acapulco, recordou essa época, onde Carlos Moya desistiu por não estar apto fisicamente… mas deixou uma garantia. “Quando o Nadal veio, ele tinha 18 anos, vinha da Argentina. Um dia o Moya, que era o principal jogador dessa altura, estava com o organizador e disse que tinha dores na sua mão e não podia jogar, mas também disse que havia um jovem de 18 anos. Era o Nadal. Ele veio e ganhou o torneio”, relembrou, em declarações recolhidas pelo site tennisworld usa.com.

Nessa final, Nadal venceu o compatriota Albert Montanes, campeão do antigo Estoril Open em 2009 e 2010, com uns claros parciais de 6-1 e 6-0.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.