Nadal: «Quando cheguei não era candidato mas as coisas mudam muito rápido»

Por Bola Amarela - Janeiro 23, 2022

Rafael Nadal chegou à Austrália com muitas dúvidas sobre o que poderia realmente fazer no Australian Open mas, passo a passo, já está nos quartos-de-final pela 14.ª vez na carreira. O campeoníssimo espanhol bateu Adrian Mannarino, num encontro marcado por um tie-break louco no primeiro set, que durou 28 minutos e no qual Rafa salvou quatro set points. Isso acabou por ganhar contornos decisivos.

“O físico respondeu porque houve pontos no tie-break em que corri um pouco mais do que estou habituado ao nível do impacto e salvar set points. Joguei de forma fantástica do 4-2 ao 6-4. No 6-4 servi muito bem, mas depois tive um serviço feio. Quis abrir para ter mais hipóteses de ganhar o ponto mas não deu. Noutro set point aconteceu o mesmo. Ele estava a jogar muito bem, a um nível muito alto, com pancadas incómodas e rápidas. Mentalmente superei isso muito bem, lutei até ao fim e ganhei o tie-break. Isso foi meio encontro. É um encontro de muito valor, tenho de estar satisfeito”confessou o maiorquino de 35 anos.

Segue-se Denis Shapovalov, que surpreendeu Alexander Zverev, e Nadal mostra o maior respeito. “Tem um potencial enorme. Quando joga bem é difícil de parar. Nesta fase, os rivais já são todos muito bons. Vem de ganhar um encontro difícil, mas a minha vitória vai dar-me muita confiança. Vou esforçar-me ao máximo para fazer o melhor possível. O head to head favorável para mim não é decisivo, é passado. O que importa é que souber jogar melhor na terça-feira. Estou entusiasmado, de verdade. Há umas semanas não esperava estar onde estou agora”reconheceu.

De facto, Nadal confessou que não se sentia favorito quando chegou a Melbourne, mas agora tudo começa a mudar. “Vou dia a dia como sempre. Quando cheguei aqui não era candidato, há que ser realista, mas as coisas mudam muito rápido no desporto. O que acontece hoje daqui a uns dias pode parecer outra coisa. O que tenho de fazer é estar preparado. Estou numa posição melhor do que há 10 dias. O court é que manda. O jogo vai ditar o que acontece”, sustentou.

Bola Amarela