Jabeur faz história em Wimbledon é a primeira africana nas ‘meias’ de um Slam desde 1997

Por José Morgado - Julho 5, 2022

Ons Jabeur, tunisina de 27 anos, continua a quebrar barreiras para as mulheres do seu país e da sua região do globo e esta terça-feira viveu mais um momento muito especial na sua carreira, ao qualificar-se para as meias-finais de Wimbledon, as primeiras da sua carreira num torneio de Grand Slam. É a primeira vez desde 1997 (Amanda Coetzer, da África do Sul) que uma tenista africana chega às meias-finais de singulares femininos de um Major.

Num encontro animado, Jabeur nem entrou bem, mas jogou muito nos dois últimos sets para derrotar a checa Marie Bouzkova, número 66 do Mundo e uma das grandes surpresas da prova, por 3-6, 6-1 e 6-1, num duelo repleto de pontos fabulosos.

Jabeur, número dois WTA e única top 10 que sobra no quadro feminino à entrada para os quartos-de-final, vai encontrar nas meias-finais a veterana alemã Tatjana Maria, de 34 anos e 103.ª WTA, que é uma das suas melhores amigas no circuito.

 

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.