Incrível Evans salva 15 pontos de break e mantém conto de fadas em Monte Carlo

Por Bola Amarela - Abril 16, 2021

Daniel Evans continua a viver uma semana de absoluto sonho em Monte Carlo. O número 33 do ranking ATP qualificou-se pela primeira vez na carreira para as meias-finais de um Masters 1000 e logo em terra batida, uma superfície na qual tinha apenas quatro vitórias na carreira antes de chegar ao Mónaco. Desta feita, o carrasco de Novak Djokovic deixou pelo caminho o belga David Goffin, com os intensos parciais 5-7, 6-3 e 6-4, ao cabo de 2h41.

Para que se perceba a dimensão da vitória do britânico de 30 anos, basta olhar para o aproveitamento de pontos de break. Evans enfrentou 17 (!) break points, mas salvou uns estonteantes 15, com destaque para os 7 que limpou num terceiro parcial muito duro. A resistência de Goffin acabou quando, no 5-4, Evans criou uma oportunidade e viu a direita do belga voar para fora dos limites.

No meio de um sonho, Evans torna-se no primeiro britânico a chegar às meias-finais de um Masters 1000 desde Andy Murray, então em Paris’2006, sendo que vai agora defrontar o grego Stefanos Tsitsipas, adversário com o qual perdeu os dois encontros que disputou na carreira.

Bola Amarela