Henman discutiu com McEnroe sobre Wimbledon e deixou microfone ligado

Por Pedro Gonçalo Pinto - Maio 24, 2022
tim-henman

Tim Henman e John McEnroe desentenderam-se quando o tema de conversa na transmissão da Eurosport em Roland Garros foi tudo o que se está a passar com Wimbledon. O norte-americano não se conformou com as explicações dadas pelo antigo tenista britânico, que faz parte da direção do All England Lawn Tennis Club. Tudo começou com Henman a comentar as declarações de Naomi Osaka, que avisou que pode não disputar o torneio.

“No fim do dia, ela está a falar só por si. A grande maioria dos jogadores vão querer jogar Wimbledon pela história e prestígio do torneio. Para uma jogadora de topo como a Naomi, ela sabe que pode ganhar qualquer torneio que jogue, então fiquei surpreendido por rejeitar jogar. É a prerrogativa dela”, apontou.

McEnroe não se ficou e deixou bem clara a sua posição. “O que Wimbledon fez foi um erro. Banir os russos e bielorrussos. Nem sei como é que também baniram os bielorrussos mas isso é outra história. A minha opinião é sustentada pelo facto de a ATP e a WTA dizerem que não há pontos. Não sei como é que vai ajudar os jogadores. Se os jogadores realmente acreditam que Wimbledon cometeu um erro, deviam boicotar o torneio”, destacou.

Finalizada a troca de argumentos, Henman… deixou o seu microfone ligado e a conversa com Barbara Schett foi audível por todos. “Acabou-se! Não falo de Wimbledon outra vez!”, atirou irritado. “Ele é que falou disso, ele trouxe o assunto, a Osaka também. Mas não é fácil para ti”, respondeu a austríaco. “Não faz mal”, referiu Henman de volta, com Schett ainda a acrescentar que talvez fosse necessário falar uma vez mais do tema.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.