Gonçalo Oliveira apura-se para a final em Shenzhen e garante entrada inédita no top 100 ATP de pares

Por Pedro Almeida - 16 Março, 2019

Gonçalo Oliveira, jovem português de 24 anos, continua a mostrar a razão pela qual é especialista na variante de duplas. O portuense, treinado pelo pai Abílio, apurou-se este sábado de manhã para a final de pares do torneio challenger de Shenzhen, na China, e garantiu pela primeira vez na sua carreira a entrada no top 100 ATP da vertente.

Ao lado do chinês Zhe Li, Oliveira, que precisava de chegar à final esta semana para pertencer ao lote dos 100 primeiros da hierarquia, surpreendeu nas meias-finais os segundos cabeças de série da competição, os chineses Ze Zhang e Mao-Xin Gong, triunfando pelos parciais de 4-6, 7-6(5) e 10-5 no match tiebreak, ao cabo de 1h25 de embate.

Na final, Gonçalo Oliveira, que esta semana não jogou singulares por não ter conseguido entrada direta no quadro principal – devido às novas regras não há a tradicional fase de qualificação -, encara nada mais, nada menos do que os primeiros pré-designados da prova, Cheng-Peng Hsieh, oriundo de Taipé, e o indonésio Christopher Rungkat.

No ranking provisório de pares, Oliveira ocupa agora a 99.ª posição da tabela classificativa. Recorde-se que João Sousa é o número um nacional, estando no 32.º posto ATP de pares.

Pedro Almeida