Gasquet: «Nadal e Djokovic são geniais, mas não são Federer. Ele é o ténis»

Por José Morgado - Setembro 16, 2022

Richard Gasquet é uma das ‘vítimas’ do facto de ter partilhado geração com Roger Federer, Rafael Nadal e Novak Djokovic e na hora da retirada do primeiro dos três, o francês não tem dúvidas. Igual a Roger Federer… não há. E tenta explicar a razão.

Era uma notícia que se esperava, o joelho não permitia mais que ele jogasse como queria. Não é fácil para ninguém assumir algo assim, é um choque porque ele é uma verdadeira lenda e uma grande perda para nosso desporto. O ténis nunca mais será mais igual sem ele. O seu carisma, a sua técnica… Nunca haverá nada igual, há algo único e genuíno nele. A elegância do seu jogo, a esquerda, a facilidade que ele demonstra. Ele levou o jogo para outra dimensão, fez coisas que ninguém jamais poderia imaginar. Foi eficiente e elegante ao mesmo tempo, vê-lo jogar foi uma das coisas mais bonitas deste Mundo. Quando és fã de ténis, a primeira coisa que pensas é em Federer. Ele é o ténis. Rafa e Novak também são geniais, mas não é a mesma coisa”, confessou o francês, que está a competir na Taça Davis.

Gasquet elogiou ainda a longevidade de Federer. “A certa altura pareceu que os êxitos dele iam terminar em 2012, mas foi incrível ver o que ele fez em 2017 e 2018. Não há igual”.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.