Carreño resiste a maratona de três horas rumo à primeira final de um Masters 1000

Por Pedro Gonçalo Pinto - Agosto 14, 2022

Pablo Carreño Busta está na final de um Masters 1000 pela primeira vez na carreira. Mas o trajeto não tem sido nada simples, como se percebeu pela vitória nas meias-finais, onde o número 23 do ranking ATP precisou de três horas exatas para conseguir ultrapassar o britânico Daniel Evans numa luta titânica.

O espanhol triunfou com os parciais 7-5, 6-7(7) e 6-2, resistindo a um segundo set louco em que anulou a desvantagem de um break e ainda teve um match point na mão no tie-break. Carreño Busta lidou com essa desilusão e acabou mesmo por confirmar o lugar na final, que lhe dá uma subida projetada para o 16.º lugar por enquanto.

https:\/\/bolamarela.pt//bolamarela.pt//twitter.com/OBNmontreal/status/1558644471025238021

À procura do seu maior título da carreira — sétimo no total –, Carreño Busta terá de ultrapassar Hubert Hurkacz na final deste domingo. Em torneios ATP está 1-1 no confronto direto, sendo que Carreño desempata com a vitória num torneio Challenger em 2015.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.