Carlitos não é futuro, é presente: Alcaraz faz história com conquista do US Open e é n.º 1 do Mundo

Por José Morgado - Setembro 12, 2022

É um fenómeno geracional como poucas vezes se viu na história do ténis ou de qualquer desporto. Carlos Alcaraz, nascido a 5 de maio de 2003, conquistou este domingo, aos 19 anos e pouco mais de quatro meses, o seu primeiro título de Grand Slam, ao sagrar-se campeão do US Open 2022. E como se isso não bastasse, o menino prodígio de Múrcia, que há pouco mais de um ano estava fora do top 100 a jogar Challengers em Portugal, vai tornar-se esta segunda-feira no mais jovem número um do Mundo da história do ténis.

Na final do US Open, Carlos Alcaraz, a jogar o seu primeiro encontro de discussão de um título desta dimensão, derrotou na final do US Open o norueguês Casper Ruud, também vice-campeão de Roland Garros, num encontro que decidia o novo número um do Mundo, por 6-4, 2-6, 7-6(1) e 6-3, em 3h21. Alcaraz, que passou mais tempo dentro de campo do qualquer outro jogador na história de um torneio de Grand Slam, acusou algum cansaço a partir do segundo set, mas conseguiu impor o seu ténis nos momentos decisivos do terceiro set (em que salvou dois set points) e do quarto set (em que foi sempre superior) para vencer o encontro mais importante da sua vida.

Alcaraz junta este título a uma época memorável com cinco troféus, que já incluía os Masters 1000 de Miami e Madrid e os ATP 500 de Barcelona e Rio de Janeiro. Ruud sobe do sétimo para o segundo posto do ranking e lutará pelo topo nos meses que faltam até ao final de 2022.

[VÍDEO] O histórico match point que valeu o US Open e número 1 a Alcaraz

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.