Big Three está CONTRA o US Open realizado em condições especiais

Por José Morgado - Junho 7, 2020
federer-nadal-djokovic

Com a pandemia a acalmar na maioria dos países do Mundo, o ténis vai tentando dar os primeiros passos rumo à retoma, mas a modalidade deverá ser uma das últimas a retomar a competição por causa das suas caraterísticas essencialmente globais. Com jogadores a viajarem de todo o Mundo e diferentes políticas de deslocação conforme o sítio de onde vêm, o ténis terá dificuldades em retomar o circuito da forma que o conhecemos e as grandes figuras do ténis mundial também não estão muito recetivas a que os principais torneios se disputem debaixo de condicionamentos que possam desvirtuar a verdade desportiva.

A Federação norte-americana (USTA), responsável pela organização do US Open, preparou um plano especial, que pretende juntar o Grand Slam ao torneio de Cincinnati durante um mês em Nova Iorque, com condições totalmente diferentes das normais — voos charter, hotéis junto ao aeroporto, equipas mais curtas e possível abolição dos qualifyings, juniores e pares mistos — mas os principais jogadores do circuito ATP… não estão a favor.

Roger Federer, Novak Djokovic e Rafael Nadal, três figuras importantes também no ATP Player’s Council, já fizeram questão de informar os restantes companheiros que não estão a favor destas medidas especiais, mas a reunião de 10 de junho, onde todos os jogadores vão participar, promete trazer novidades importantes a esse nível, até porque é necessário também saber a opinião do Conselho de Jogadoras do WTA.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.