Bia Maia ganha em pares femininos e mistos, Melo e Matos com sortes diferentes em Paris

Por Pedro Gonçalo Pinto - Maio 26, 2022

O Brasil pode já não estar representado nos quadros de singulares em Roland Garros, mas continua vivo em pares. E esta quinta-feira foi um dia quase perfeito para as cores canarinhas, já que se registaram três vitórias e somente uma derrota para os intervenientes brasileiros na terra batida de Paris.

Beatriz Haddad Maia juntou-se a Bruno Soares e bateram os primeiros cabeças-de-série da prova de pares mistos, Nicolas Mahut e Shuai Zhang, com os parciais 6-4, 4-6 e 10-8, garantindo um lugar nos oitavos-de-final do Grand Slam francês. Agora vão medir forças com os especialistas Sania Mirza e Ivan Dodig por uma vaga nos ‘quartos’.

Bia Maia também venceu em pares femininos ao lado de Anna Danilina, com quem atingiu a final do Australian Open. A dupla 12.ª favorita à vitória bateu as japonesas Eri Hozumi e Makoto Ninomiya, com os parciais 4-6, 6-4 e 6-4, rumo à segunda ronda, onde se seguem Latisha Chan e Samantha Stosur.

Já em pares masculinos, houve sortes diferentes para os brasileiros. Marcelo Melo e Maximo González perderam na segunda ronda com Maxime Cressy e Feliciano Lopez, com os parciais 6-4 e 6-4, ao passo que Rafael Matos e David Vega Hernandez garantiram o acesso aos oitavos-de-final, depois de baterem Lukasz Kubot e Edouard Roger-Vasselin, por 6-4, 4-6 e 6-0.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.