Antigo treinador de Djokovic defende sérvio: «Não é o único culpado»

Por Tiago Ferraz - Junho 25, 2020
djokovic-treino

O antigo treinador de Novak Djokovic, Niki Pilic, antigo número 12 mundial, falou com o Tennis Magazin onde analisou tudo o que se passou no Adria Tour e defende Djokovic.

“Não acredito que fosse justo chegar e dizer que o Novak é o culpado. Ele cumpriu todos os requisitos necessários, a sua única intenção era devolver à modalidade um pouco de normalidade”, referiu.

Niki Pilic acrescenta ainda que a situação vivida naqueles países não é comparada à que se vive, por exemplo, nos Estados Unidos:

“A situação que estamos a viver em países como a Sérvia ou a Croácia não é comparável com a situação nos Estados Unidos por exemplo. Obviamente que as coisas não saíram tão bem como eles pensavam. Era, realmente, necessário ter 4000 espetadores nas bancadas? Não deveriam ter feito testes muito mais intensos? São perguntas legítimas, mas todos sabemos que o Novak não tinha nada de negativo em mente, conheço-o demasiado bem”, disse.

Pilic deixa ainda rasgados elogios ao número um mundial:

“É um perfecionista, é extremamente profissional em tudo o que faz. Desta vez, simplesmente, cometeu um erro de querer demonstrar com todas as suas forças uma realidade que, contudo, ainda não estamos preparados. Era demasiado cedo. Esse foi o seu erro, mas o Novak não é o único culpado. Os jogadores que jogaram também estavam dispostos a jogar o torneio. Ainda assim, estar do lado de Djokovic não é fácil”, afirmou.

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.