Alcaraz completa super-sábado italiano rumo à maior final da carreira no Rio

Por José Morgado - Fevereiro 20, 2022
Alcaraz
Foto: Bruno Alencastro/Bola Amarela

O Rio de Janeiro vai mesmo ficar na história da carreira Carlos Alcaraz. Dois anos depois de vencer na Cidade Maravilhosa o seu primeiro encontro ATP, aproveitando da melhor forma um wild card do diretor Lui Carvalho, o jovem espanhol de 18 anos, talento geracional que promete marcar as próximas décadas da modalidade, qualificou-se este sábado, em jornada dupla, para a final do Rio Open, a mais importante da sua carreira (primeira ATP 500) e segunda da carreira no circuito ATP.

Horas depois de derrotar Matteo Berrettini, número seis do Mundo, o espanhol, 29.º do ranking ATP, superou mais um italiano, o antigo top 10 e atual 38.º colocado da hierarquia mundial Fabio Fognini, por 6-2 e 7-5, com mais uma exibição fabulosa, repleta de pontos de elevada nota artística diante de um dos melhores jogadores de terra batida do Mundo.

Na grande final de domingo (20h30 de Portugal Continental, 17h30 no Rio de Janeiro), Alcaraz vai defrontar pela primeira vez o argentino Diego Schwartzman, número 14 ATP e campeão deste torneio em 2018, num encontro que promete… muito.

Alcaraz procura o segundo título da sua carreira — e mais importante — ao passo que Schwartzman tenta alcançar o quinto troféu, sendo que o seu maior de sempre foi precisamente neste evento.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.