Alcaraz com os olhos no título: «As finais não se jogam, ganham-se»

Por Nuno Chaves - Fevereiro 19, 2023
Carlos-Alcaraz

Carlos Alcaraz qualificou-se para a final do ATP 250 de Buenos Aires, naquele que é o seu primeiro torneio da temporada de 2023, após mais uma boa exibição. O espanhol vai defrontar Cameron Norrie, segundo cabeça-de-série, ou seja, será uma final de sonho para os adeptos argentinos.

FINAL CONTRA NORRIE

Norrie é um grande jogador, um grande guerreiro. Tenho de estar a um grande nível. Tenho de jogar ao meu melhor nível para ganhar. Ser muito agressivo, procurar impor o meu jogo, fazer o que venho fazendo e desfrutar. É uma final, nem todos os dias se joga uma final e tenho de desfrutar do momento. Como disse em várias ocasiões: quando desfruto é quando jogo ao meu melhor nível.

Alcaraz esmaga em Buenos Aires a caminho da nona final da carreira

PRESSÃO DAS FINAIS

Vão aparecer os nervos mas uns nervos controlados são bastante bons. Mantêm-te focado e não te distraem. Sou um jogador muito competitivo e levo as finais com a seguinte filosofia: as finais não se jogam, ganham-se. Isso tenho bastante presente. Tenho de ir por todas, não posso deixar que os nervos me inibam, não me deixem soltar o braço, desfrutar ou ser eu em court. Sobretudo no começo, são muito importantes.

[VÍDEO] Alcaraz desafia estrela da NBA para atirar ao cesto… e ganha!

ENCONTRO COM JIMMY BUTLER

Sabia que vinha porque é representado pela IMG, como eu, por isso, sabia mais ou menos que vinha. Encontrar-me com este tipo de jogadores, estrelas, ainda é algo novo para mim. Ainda não me vejo a esse nível, penso: ‘Fogo, está ali o Jimmy Butler’. Que uma estrela como ele venha cá ver um encontro agradece-se sempre. O basquetebol é um desporto que eu gosto, gosto de jogar e também de ver quando posso.

Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.