Entrevistas durante os encontros? Não, obrigada.

A primeira jornada do Open dos Estados Unidos 2015 foi repleta de surpresas. Não só porque Nova Iorque assistiu, inesperadamente, a uma verdadeira debandada de estrelas esta segunda-feira mas também porque o último Grand Slam da temporada tornou-se no primeiro torneio de sempre a possibilitar entrevistas durante os encontros.

A cobaia da iniciativa foi a jogadora da casa Coco Vanderweghe, que lidou da melhor forma com a situação, tendo vencido Sloane Stephens em duas partidas, mas nem todos os jogadores se mostraram recetivos à inovação que tem caráter facultativo e, segundo a USTA, tem como finalidade atrair mais espetadores.

sem nome

Depois de assegurar a passagem à segunda ronda da prova, ao ver a sua adversária, Vitalia Diatchenko, desistir por lesão, Serena Williams admitiu que espera não ser obrigada a dar entrevistas antes do encontro terminar:


Talvez este seja o futuro do ténis, mas espero que não o tornem obrigatório, vamos ver.


“Penso que é bom para alguns espetadores, poder entrar na mente dos atletas, mas, para mim, que gosto de estar concentrada e a pensar no que tenho que fazer, não quero propriamente estar a responder a perguntas sobre o que quer que seja”, afirmou. “És só tu no court. Sem jornalista, sem treinador. És só tu naquele momento e eu adoro isso. É o único desporto onde se vê isso”, acrescentou ainda a jogadora de 33 anos.

Quem também não ficou suficientemente convencido para se aventurar no desafio foi Novak Djokovic. O líder da classificação afirmou ser “interessante”, mas tem dúvidas sobre se vai funcionar tão bem no ténis como funciona em outras modalidades, como no basquetebol.

“Não sei se vai funcionar realmente no ténis, mas a primeira experiência foi feita. Muitos jogadores estão a falar sobre isso nos balneários e vai ser interessante ver quem vai aceitar fazer o mesmo. Eu não, definitivamente, neste torneio. Mas quem sabe o que o futuro nos trará”, deixou no ar o sérvio.

Caroline Wozniacki também não escondeu a sua surpresa.

“Acabei de ver a Coco a dar uma entrevista no court, a meio do encontro, depois do primeiro set? De certeza que que não te queres concentrar no jogo? Não?”