Zheng diz que chorou após saber que seria trocada por Osaka

Por José Morgado - Outubro 1, 2023
zheng

A chinesa Qinwen Zheng, número 23 do mundo, revelou em entrevista que chorou ao saber que seu treinador, o belga Wim Fisette, a trocaria pela japonesa Naomi Osaka, com quem já havia trabalhado (e vencido dois Grand Slams) a partir da próxima temporada.

Zheng diz que não irá perdoar o agora ex-técnico pela atitude: “Durante o US Open eu sabia que ele havia tido contacto com a equipa da Osaka. Logo após o encontro dos quartos-de-final em que perdi com a Aryna Sabalenka, ele disse-me que sentia que não tinha nenhuma ligação comigo. Ele nunca me tinha dito isso antes. Logo depois de ter sido derrotada, ele disse-me isso. Eu senti-me muito mal. Conversei com o meu agente. Perguntei detalhes e disseram-me que o Wim não era o tipo de pessoa de abandonar um projeto a meio. Mas depois de descansar durante uma semana, de repente ele disse-me que iria trabalhar com a Osaka. Foi um grande choque para mim, para os membros da minha equipa e para minha família. Eu chorei depois de ouvir aquilo. Não houve brigas, nem discussões na nossa colaboração. Não houve nada de novo para mim, mas ele também não fez nada de errado. Achei que era um fim pouco ético para esta parceria. Entendo que a Osaka possa pagar-lhe mais Entendo que, da perspectiva dele, o projeto dela pode ser melhor para ele. Ele tem uma família para sustentar. Eu entendo a decisão dele, mas isso não significa que vou perdoá-lo por tomar tal decisão.”

Leia também:

Apaixonei-me pelo ténis na épica final de Roland Garros 2001 entre Jennifer Capriati e a Kim Clijsters e nunca mais larguei uma modalidade que sempre me pareceu muito especial. O amor pelo jornalismo e pelo ténis foram crescendo lado a lado. Entrei para o Bola Amarela em 2008, ainda antes de ir para a faculdade, e o site nunca mais saiu da minha vida. Trabalhei no Record e desde 2018 pode também ouvir-me a comentar tudo sobre a bolinha amarela na Sport TV. Já tive a honra de fazer a cobertura 'in loco' de três dos quatro Grand Slams (só me falta a Austrália!), do ATP Masters 1000 de Madrid, das Davis Cup Finals, muitas eliminatórias portuguesas na competição e, claro, de 13 (!) edições do Estoril Open. Estou a ficar velho... Email: josemorgado@bolamarela.pt