Wilander: «Federer não queria uma derrota contundente contra o Djokovic»

Por Nuno Chaves - Junho 9, 2021
federer

A desistência de Roger Federer de Roland Garros foi um dos grandes destaques do torneio e, sem surpresas, Mats Wilander deu a sua opinião sobre este tema.

O sueco entendeu o abandono do campeoníssimo. “Eu não me teria retirado porque tinha mais opções em Roland Garros. Em Wimbledon não tinha nenhumas (brincou). Sim, creio que tomou uma boa decisão. Penso que tinha opções contra o Berretini mas depois podia encontrar o Djokovic e o sérvio podia derrotá-lo de uma forma contundente e antes de Wimbledon. O Federer não queria isso”, disse ao Eurosport.

“Ele chegou a Roland Garros não com a ideia de ganhar mas sim com a ideia de jogar vários encontros. Ganhou mais do que esperava mas o que é que ele devia fazer? Retirar-se quando tinha match point? Ele não jogou Madrid, não jogou Roma. Precisava de vitórias. A mim parece-me bem aquilo que ele fez”, concluiu.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.