Tiago Cação aplica reviravolta autoritária rumo à segunda ronda do Braga Open

Por Pedro Gonçalo Pinto - Setembro 20, 2021
Tiago-Cação
Federação Portuguesa de Ténis/Sara Falcão

Aí está o primeiro triunfo português nesta edição do Braga Open. Tiago Cação, número 502 do ranking ATP, aplicou uma reviravolta autoritária para ultrapassar o desafio imposto pelo espanhol Roberto Ortega-Olmedo (326.º) no torneio Challenger que se joga durante esta semana no Clube de Ténis de Braga.

Cação, de 23 anos, entrou mal mas virou de forma inapelável, como os parciais 4-6, 6-1 e 6-1 deixam perceber. O penichense revolucionou o seu ténis do segundo set para a frente e foi claramente superior a Ortega-Olmedo, confirmando um excelente triunfo que o deixa à espera do 1.º cabeça-de-série Thiago Monteiro, brasileiro que é número 90 do mundo, ou do qualifier alemão Peter Heller (413.º).

“Foi um bom encontro. Não foi fácil, até porque nas últimas semanas tenho andado meio parado, com uma microrrotura no abdominal. Não tenho treinado muito”, observou o tenista de 23 anos antes de analisar o duelo ao pormenor: “No primeiro set não foi fácil entrar em jogo, estava um pouco inconstante, mas sentia-me a jogar a um nível bastante bom. Concentrei-me para conseguir ser mais estável e acho que o resultado fala por si. Fui bastante superior, mesmo no set em que perdi senti-me bem, senti-me por cima dos pontos, mas estava a falhar mais. Depois, no segundo e terceiro sets foi num sentido só”.

Ainda na jornada desta segunda-feira será tempo de Luís Faria e Pedro Araújo se defrontarem na primeira ronda, enquanto os primeiros encontros de Gastão Elias, Frederico Silva, Nuno Borges e João Domingues ainda têm de esperar.

Pedro Gonçalo Pinto