Tiafoe furioso: «Djokovic não precisava deste tipo de ajudas»

Por Bola Amarela - Fevereiro 10, 2021
djokovic-tiafoe

Quando Frances Tiafoe servia no quarto set frente a Novak Djokovic, um momento polémico e decisivo chegou. Estava 3-3 e 30-30, sendo que o número 60 ATP já tinha recebido um warning por ter ultrapassado os 25 segundos para servir. Ora, o árbitro Damien Dumusois deu outro nessa altura e ‘tirou’ o primeiro serviço a Tiafoe, que servia quebrado logo de seguida e acabou por perder o set por 6-3. Fim da linha para Tiafoe, que se mostrou furioso na conferência de imprensa.

“Quando nos cumprimentámos à rede até me pediu desculpa. Ainda bem, mas temos de falar disto. Entendo que os apanha-bolas não toquem nas toalhas, mas então têm de dar mais tempo entre pontos, especialmente num court com a Rod Laver Arena. Não vou sprintar para a toalha depois de um ponto longo. Sinto que isso partiu o encontro honestamente e ele depois fugiu. Parabéns para ele, mas foi um fim terrível de um encontro de alta qualidade. Se eu podia ter lidado melhor com isso? Podia. Mas isso quebrou-me. Estava a batalhar com o número um do mundo, ele não precisava deste tipo de ajudas”criticou o norte-americano, número 60 ATP.

O que irritou Tiafoe ainda mais foram mesmo as chamadas eletrónicas com as quais não concordou. Aliás, de tal forma que se mostra completamente contra o sistema totalmente computorizado sem juízes de linha. “É uma mer… horrível. Odeio, não consigo suportar. O Novak até estava a rir num dos pontos porque serviu muito fora e eu disse ‘boa piada’. Depois houve um serviço ao corpo antes da linha e entrámos num jogo complicado. É muito. Vai demorar até ficar habituado, mas não sou fã. Gastam milhares de dólares e depois há uma falha de sistema? Mas pronto, não vão mudar nada porque o Frances Tiafoe disse alguma coisa”, rematou, mesmo a terminar a conferência de imprensa.

Bola Amarela