Taça Davis: tudo a postos em Viana para um Portugal-Brasil “muito especial”

Por Bola Amarela - Setembro 13, 2022

A seleção portuguesa está preparada para uma eliminatória inédita e falada em português frente ao Brasil, no Grupo Mundial I da Taça Davis by Rakuten, agendada para os dias 16 e 17 de setembro no Centro Cultural de Viana do Castelo.

A liderar a equipa pela sexta vez, o capitão Rui Machado espera “uma eliminatória muito equilibrada entre duas equipas que são fortes tanto nos singulares, como nos pares.”

“Espero que o fator casa seja determinante para que a eliminatória caia para o nosso lado. Vamos ter de jogar o nosso melhor ténis, apresentar um bom nível e contar com os nossos jogadores na melhor forma possível para que isso seja mais provável. Vai ser especial, é uma eliminatória falada em português e damo-nos todos muito bem”, acrescenta, destacando que “a Taça Davis é mesmo isto, nunca se sabe o que é que pode acontecer.”

Para o primeiro confronto da história entre Portugal e Brasil, o capitão português de 38 anos chamou João Sousa (55.º do ranking de singulares ATP), Nuno Borges (que esta segunda-feira se estreia no top 100 mundial como 93.º classificado), Gastão Elias (203.º), Frederico Silva (247.º) e Francisco Cabral (o número um nacional na variante de pares, na qual ocupa o 45.º posto).

A eliminatória entre Portugal e o Brasil diz respeito ao Grupo Mundial I da Taça Davis by Rakuten e dá acesso às Davis Cup Qualifiers de março de 2023, que são a derradeira ronda de apuramento para a fase final da competição, as Davis Cup Finals. A jogar em casa, o selecionado luso procura a quinta presença da história na eliminatória de acesso, que a confirmar-se seria a terceira no século XXI (frente à Alemanha em 2017 e o Cazaquistão em 2019).

“Mais uma vez vamos contar com a experiência e o espírito de entrega do João Sousa, que acabou de fazer uma excelente prestação no US Open e é sempre uma grande mais valia para a equipa. Esperemos que chegue bem e em forma para poder jogar os encontros que forem necessários”, começa por comentar Rui Machado acerca da sua convocatória para esta semana em Viana do Castelo.

Nuno Borges integra a seleção portuguesa da Taça Davis by Rakuten pela segunda vez na carreira, tendo desempenhado um papel decisivo (uma vitória em singulares e uma vitória em pares) na eliminatória anterior, em março, frente à Polónia. “Tem feito um ano muito bom, de evolução, e acaba de fazer um US Open muito bom, ao ganhar quatro encontros e só perder em cinco sets na segunda ronda do quadro principal. Quebrou uma barreira importante na carreira ao entrar no top 100 e espero tê-lo confiante. Agora tem de recuperar física e animicamente para estar cheio de força para ajudar Portugal.”

Tal como o maiato, também Francisco Cabral integra pela segunda vez uma convocatória. E também o portuense parte para esta semana em Viana do Castelo no melhor ranking da carreira, o 45.º lugar na variante de pares: O Francisco ganhou uma ronda com o Nuno no US Open e tem feito um ano extraordinário. É top 50 de pares e, portanto, poderá ser uma grande ajuda. É uma mais valia para a equipa poder contar com um jogador que se foca nos pares e que pode estar fresco para jogar sem vir de um singular antes.”

A convocatória de Portugal fica completa com Gastão Elias e Frederico Silva, dois jogadores que merecem muitos elogios de Rui Machado: “Não têm feito a melhor época das carreiras deles, mas já ganharam bastantes jogos este ano. O Gastão tem uma experiência em singulares e pares que faz com que seja sempre uma opção estando bem e em forma. E o Frederico tem muitos jogos em piso rápido ao longo da carreira, é uma opção a considerar para ajudar Portugal.”

Esta será a 117.ª eliminatória da seleção portuguesa na competição e a terceira dos últimos oito anos a acontecer em Viana do Castelo. Em 2015, na terra batida do Clube de Ténis de Viana, Portugal venceu a Finlândia por 4-1, em julho, e a Bielorrússia por 3-2, em setembro.

No primeiro dia da eliminatória, sexta-feira, 16 de setembro, a cerimónia de abertura está marcada para as 15 horas e depois serão jogados dois encontros de singulares. Para sábado, 17 de setembro, a partir das 15 horas, estão reservados o encontro de pares e outros dois embates individuais. Os bilhetes para a eliminatória foram colocados a venda na última semana e têm um desconto de 50% para federados.

 

Bola Amarela