Super Rússia conquista a Davis pela terceira vez

Por Bola Amarela - Dezembro 5, 2021

A Rússia confirmou este domingo o estatuto de melhor seleção do Mundo, ao juntar o título da Taça Davis ao da ATP Cup, conquistado em fevereiro. Foi um ano perfeito para o ténis do país, que para além destas conquistas venceu ainda a Billie Jean King Cup e três medalhas olímpicas em Tóquio’2020.

Andrey Rublev e Daniil Medvedev foram mais uma vez os obreiros do sucesso russo na última eliminatória de 2021 frente aos croatas, sagrando-se campeões com as vitórias nos dois encontros de singulares, sem ceder qualquer `set` e sem perder, uma única vez, os seus jogos de serviço.

À semelhança das jornadas anteriores, o capitão Shamil Tarpishchev, que liderou a equipa no sábado pela 100.ª vez, optou por manter a estratégia e colocou no primeiro embate de singulares Rublev, número cinco mundial, que não defraudou expectativas.

Frente ao croata Borna Gojo, de 23 anos, que figura no 279.º lugar no `ranking` ATP, o moscovita apenas perdeu seis pontos nos seus jogos de serviço e em dois `sets`, com os parciais de 6-4 e 7-6 (7-5), ofereceu à Federação de Ténis da Rússia o primeiro ponto, ao cabo de uma hora e 33 minutos.

Em vantagem na eliminatória, Daniil Medvedev, segundo classificado na hierarquia mundial, debateu-se com Marin Cilic e, sem grande surpresa, acabou por levar a melhor sobre o 30.º colocado no `ranking` ATP, em apenas duas partidas, por 7-6 (9-7) e 6-2, ao fim de uma hora e 28 minutos.

Bola Amarela