Schwartzman derrotado em após ter match points em batalha de quatro horas com 19 breaks

Por José Morgado - Agosto 31, 2020
diego

Diego Schwartzman, número 13 do ranking mundial e nono cabeça-de-série do US Open 2020, foi protagonista esta segunda-feira do resultado mais surpreendente do primeiro dia de torneio até ao momento, ao ser eliminada na estreia de uma prova onde em 2019 tinha chegado aos quartos-de-final.

O número um argentino, que até tinha começado muito bem a época e a ameaçar o top 10 ATP, foi derrotado pelo britânico Cameron Norrie numa batalha de quatro horas, por 3-6, 4-6, 6-2, 6-1 e 7-5, num encontro em que Schwartzman não só controlou por completo os dois primeiros sets como chegou a lider por 5-3 no quinto set, onde teve dois match points antes de colapsar fisicamente.

https:\/\/bolamarela.pt//bolamarela.pt//twitter.com/usopen/status/1300511377904279553

Norrie foi o vencedor de uma das três batalhas de cinco sets deste início de torneio: o espanhol Alejandro Davidovich Fokina bateu o austríaco Dennis Novak noutra delas, por 3-6, 6-4, 6-3, 1-6 e 6-0, e o argentino Federico Coria recuperou de 0-4 no terceiro set antes de ver o taiwanês Jason Jung desistir quando o irmão de Guillermo Coria já vencia por 2-6, 4-6, 6-4, 6-1 e 2-0 com uma lesão no pulso.

Schwartzman não foi o único cabeça-de-série a perder na primeira metade da jornada inaugural do US Open: Dusan Lajovic, 18.º cabeça-de-série, cedeu em quatro sets diante de Egor Gerasimov. Em sentido inverso, Borna Coric (bateu Andujar em sets diretos) seguiu em frente na competição.

Apaixonei-me pelo ténis na épica final de Roland Garros 2001 entre Jennifer Capriati e a Kim Clijsters e nunca mais larguei uma modalidade que sempre me pareceu muito especial. O amor pelo jornalismo e pelo ténis foram crescendo lado a lado. Entrei para o Bola Amarela em 2008, ainda antes de ir para a faculdade, e o site nunca mais saiu da minha vida. Trabalhei no Record e desde 2018 pode também ouvir-me a comentar tudo sobre a bolinha amarela na Sport TV. Já tive a honra de fazer a cobertura 'in loco' de três dos quatro Grand Slams (só me falta a Austrália!), do ATP Masters 1000 de Madrid, das Davis Cup Finals, muitas eliminatórias portuguesas na competição e, claro, de 13 (!) edições do Estoril Open. Estou a ficar velho... Email: josemorgado@bolamarela.pt