Roddick sobre a prestação de Tiafoe na Austrália: «Foi o salto que queríamos ver»

Por Bola Amarela - 11 Fevereiro, 2019

Último jogador norte-americano a vencer um Grand Slam, Andy Roddick vai mantendo-se atento ao passos que os seus compatriotas vão dando no court. Em declarações ao site do ATP, o campeão do Open dos Estados Unidos 2003, confessa ter ficado bem impressionado com a atuação de Frances Tiafoe no Open da Austrália, alcançando os primeiros quartos-de-final em provas do Grand Slam.

“Foi bom. Foi o salto que queríamos ver”, disse o antigo número um mundial. “Queremos vê-lo subir, sem muitos sobressaltos. O que fez na Austrália foi muito importante para ele. Jogar semana sim, semana não é uma coisa. Jogar encontros duros, à melhor de cinco sets, durante duas semanas é outra coisa totalmente diferente, física e mentalmente. Por isso, foi um grande passo para ele. Vamos ver como é que ele vai usar isso”, acrescentou o norte-americano de 36 anos sobre o seu jovem compatriota de 21 anos.

Tiafoe joga em casa esta semana, no New York Open, onde defende o estatuto de segundo cabeça-de-série e beneficia de bye na ronda inaugural.