Razia: brasileiros perdem todos no qualifying do Rio Open e campeão desiste lesionado

Por José Morgado - Fevereiro 16, 2020
Djere

Foi primeiro dia de Rio Open difícil não só para a organização, como para os tenistas da casa. Todos os quatro brasileiros que entraram em prova na fase de qualificação do ATP 500 brasileiro foram eliminados na ronda inaugural: João Menezes, Orlando Luz, Matheus Alves e Pedro Dias.

Menezes (176.º ATP) perdeu com o italiano Federico Gaio (125.º) de virada, por 6-7(5), 6-4 e 6-3; Luz (302.º) não resistiu ao mais cotado húngaro Attila Balazs (109.º) e perdeu por 6-3 e 6-3; Alves (626.º) não teve argumentos para  o espanhol Pedro Martínez (142.º), que venceu por 6-3 e 6-2; e Dias (17 anos e sem ranking) cedeu diante do eslovaco Jozef Kovalik, por 6-3 e 6-1.

Entretanto, e depois das desistências de Matteo Berrettini e Diego Schwartzman, também o sérvio Laslo Djere, campeão de 2019, anunciou a sua desistência, devido a problemas musculares que sentiu em Buenos Aires. Lesionei um músculo em Buenos Aires. Fiz de tudo para poder jogar o Rio Open, é o meu torneio favorito, traz-me muitas memórias e emoções do ano passado. Queria muito jogar, mas não conseguiria competir ao meu melhor nível. Espero melhorar e voltar no ano que vem.

Apaixonei-me pelo ténis na épica final de Roland Garros 2001 entre Jennifer Capriati e a Kim Clijsters e nunca mais larguei uma modalidade que sempre me pareceu muito especial. O amor pelo jornalismo e pelo ténis foram crescendo lado a lado. Entrei para o Bola Amarela em 2008, ainda antes de ir para a faculdade, e o site nunca mais saiu da minha vida. Trabalhei no Record e desde 2018 pode também ouvir-me a comentar tudo sobre a bolinha amarela na Sport TV. Já tive a honra de fazer a cobertura 'in loco' de três dos quatro Grand Slams (só me falta a Austrália!), do ATP Masters 1000 de Madrid, das Davis Cup Finals, muitas eliminatórias portuguesas na competição e, claro, de 13 (!) edições do Estoril Open. Estou a ficar velho... Email: josemorgado@bolamarela.pt