Raducanu sem pressa para arranjar treinador: «Também é bom estar sozinha»

Por Bola Amarela - Outubro 6, 2021
raducanu

Emma Raducanu assumiu esta terça-feira que não tem pressa para contratar um novo treinador, apesar ter sido vista ao lado do experiente ex-número 1 britânico Jeremy Bates em Indian Wells durante a última semana. Raducanu está na Califórnia para jogar seu primeiro torneio desde que ganhou o US Open, há pouco mais de três semanas. Bates – que trabalha com a britânica Katie Boulter, número seis do país, e também é treinador da federação britânica, a Lawn Tennis Association – tem-na acompanhado nos treinos, mas não deverá passar disso.

“O Jeremy faz parte da equipa técnica feminina da LTA e é por isso que ele está aqui a ajudar-me. Mas daqui para frente vou apenas esperar e tentar encontrar a pessoa certa. Não vou me precipitar em nada e, sim, quero ter certeza de que vou tomar a decisão certa”, confessou em declarações na conferência de imprensa pré-torneio de Indian Wells.

Questionada se se sentia feliz por não estar acompanhada de um treinador oficial, Raducanu respondeu: “Neste momento, estou confiante. Sei que, embora seja muito jovem, tenho muita experiência acumulada. E no fim de contas em court estamos sempre sozinhas. Estou muito confortável e continuo à procura de alguém com as caraterísticas certas para me ajudar”, concluiu Raducanu, que tentará qualificar-se para as WTA Finals com um calendário apertado, que inclui a participação nos torneios de Moscovo, Cluj e Linz.

  • Categorias:
  • WTA
Bola Amarela