Presidente da WTA queria Indian Wells à porta fechada

Por Tiago Ferraz - Março 9, 2020
indian-wells-2

É a notícia do momento. O torneio de Indian Wells foi cancelado devido ao coronavírus e o presidente da WTA Steve Simon respondeu à questão ao dizer que defendia que a prova devia ser disputada à porta fechada.

«Nós apoiamos essa hipótese (de ser jogado à porta fechada), mas nas últimas horas os responsáveis pelo torneio acharam que essa opção não defendia os seus interesses», revelou.

Entretanto, o presidente WTA lançou um comunicado a explicar o cancelamento por torneio:

«Antes de mais, não há nada mais importante do que proteger a saúde dos jogadores, do staff, dos voluntários e dos fãs que iam ao evento. Baseado no aconselhamento médico recebido no dia 8 de março, o BNP Paribas Open não vai ser agendado para este mês de março. A WTA dá atenção a todos os que estão afetados com o coronavírus nesta região e um pouco por todo o mundo. Estamos desiludidos porque os nossos fãs não vão poder vir cá para ver o evento e os nossos jogadores também estão desiludidos por não competir durante duas semanas para além dos patrocinadores que apoiam o evento. Contudo, nós entendemos a decisão que foi tomada tendo em conta o interesse público a nível de saúde e segurança que é a prioridade neste momento. É muito cedo para especular sobre o que vai acontecer nos próximos torneios. Vamos continuar a acompanhar de perto a situação. A saúde e a segurança virão sempre em primeiro lugar», revelou em comunicado.

 

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.