OFICIAL: Porto Open adiado para setembro devido ao coronavírus

Por Tiago Ferraz - Abril 8, 2020
porto-open

A 20.ª ediçao do Porto Open, inicialmente marcada para os dias 20 a 26 de julho, foi adiada para o mês de setembro devido à pandemia de coronavírus anunciou, esta terça-feira, a Associação de Ténis do Porto.

Nesse sentido, a organização do torneio portuense decidiu antecipar-se a um novo (e provável) adiamento do regresso dos circuitos ITF, ATP e WTA e colocou a prova nortenha no final de setembro: de dia 28 até 4 de outubro, no Monte Aventino.

O anúncio do adiamento da prova ainda não era oficial pelo facto dos circuitos estarem suspensos até 13 de julho, data que não afetava a realização do torneio que estava agendada para o final desse mesmo mês.

O presidente da Associação de Ténis do Porto, Dr. Paes de Faria, já reagiu ao adiamento:

«Quando o circuito começou a ficar suspenso, já estávamos a equacionar adiar o torneio. Depois, quando as provas foram adiadas até ao dia 13 de julho, começamos a pensar estudar uma data mais para a frente. Para além dos nossos problemas de preparação, os jogadores não vão aparecer na melhor forma, muitos não vão fazer grandes viagens ou ainda têm dificuldades para sair dos respetivos países. É uma medida de prevenção até para os portugueses para se apresentarem no torneio da melhor forma. Fomos informados que a câmara do Porto, que é um apoio importante do torneio, suspendeu todos os apoios até ao fim de agosto como medida de prevenção. Esse foi o ponto decisivo. Nós tínhamos mudado a data para julho, mas agora mudamos para a data de origem. É uma boa data. O processo de decisão foi este», salientou, à conversa com o Bola Amarela.

O presidente da AT Porto revela ainda o que muda na edição deste ano com a pandemia de coronavírus:

«O Porto Open vai mudar porque tudo vai mudar depois disto. O ténis é uma das modalidades que mais beneficiou com a globalização, passou a ser muito mais fácil viajar, arranjar locais para treinar. Neste momento, durante este ano de 2020 isso vai ficar prejudicado e mesmo as pessoas e as empresas, as instituições e os tenistas  vão ter mais cuidados por duas razões: a monetária e a questão da higiene porque as famílias dos jogadores mais jovens vão ter muito mais cuidados e os mais velhos também. Estamos a pensar envolver o Porto Open de uma forma um pouco diferente. Este ano o Monte Aventino está impecável. Em setembro já não há tanta gente, mas vamos tentar envolver as pessoas e a cidade. Isto pode ajudar muito a promover o ténis nacional», salientou o Dr. Paes de Faria.

O presidente da AT Porto deixa ainda uma mensagem de otimismo:

«Vamos regressar todos mais fortes, vamos encarar isto como uma prova e vamos sair disto da melhor forma. Não vai ser fácil voltar, mas aqueles que gostam de ténis vão superar isso da melhor forma. Conheço vários exemplos de pessoas que jogam ténis que, neste momento, estão na linha da frente e dizem-me que o ténis e a atividade desportiva é uma ajuda para tudo o que estão a enfrentar. Acho que uma crise destas, para as pessoas que praticam desporto, acaba por ser uma oportunidade para a prática desportiva ser promovida. O mundo do desporto vai ser visto como uma ferramenta fundamental para superar estes problemas. Aguentem-se, vamos sair disto mais fortes», disse, ao Bola Amarela.

Se tudo correr bem, o Monte Aventino espera por si no mês de setembro para mais uma edição do Porto Open.

 

 

  • Categorias:
  • ITF
Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.