Nem Federer, Nadal ou Djokovic: Alcaraz reescreve a história com números impressionantes

Por Bola Amarela - Setembro 4, 2021
Foto: EPA

Carlos Alcaraz alcançou uma das melhores vitórias da carreira ao ultrapassar Stefanos Tsitsipas numa batalha épica da terceira ronda do US Open. Este duelo só veio provar (uma vez mais) que estamos perante um fenómeno e os números provam isso mesmo. Tanto que nem Roger FedererRafa Nadal ou Novak Djokovic o conseguiram.

É que Alcaraz, aos 18 anos e 130 dias, tornou-se no mais jovem tenista a atingir os oitavos-de-final de um Grand Slam desde Andrei Medvedev em… 1992. Na altura, em Roland Garros, o russo tinha 17 anos e 281 dias. Se nos cingirmos ao US Open, então ainda é preciso recuar mais: é necessário ir até 1989 para encontrar os últimos jogadores mais jovens a atingirem ‘oitavos’, algo que foi alcançado por Michael Chang (17) e Pete Sampras (18) em 1989.

Mas os números não ficam por aqui. É que o prodígio espanhol tornou-se no tenista mais jovem a bater o 3.º classificado do ranking ATP no US Open desde que os rankings começaram em 1973; num Grand Slam desde Chang, com 17 anos, em Roland Garros’1989; num evento do ATP Tour desde Denis Shapovalov, quando o canadiano tinha 18 anos e alcançou esse feito em Montreal’2017.

E a verdade é que ainda há mais história ao virar da esquina. Com Peter Gojowczyk como próximo adversário, Alcaraz pode tornar-se no quartofinalista mais jovem desde Chang, com 18 anos, em Roland Garros’1990, enquanto no US Open seria o mais jovem… da Era Open, que arrancaou em 1968!

Bola Amarela