Nadal: «Não jogo ténis para apanhar o Federer, jogo porque amo isto»

Por José Morgado - 9 Setembro, 2019
nadall

Rafael Nadal conquistou este domingo o US Open e aproximou-se do número de títulos de Grand Slam de Roger Federer — tem agora 19, contra 20 do amigo suíço — mas voltou a insistir em conferência de imprensa que não é isso que o motiva na hora de treinar todos os dias.

“Digo e repito sempre a mesma coisa: é claro que eu gostava de ser o jogador com mais Grand Slams, mas não é nisso que penso quando acordo todos os dias, vou treinar e tudo mais. Eu não jogo ténis para apanhar o recorde do Federer ou de outro qualquer jogador. Jogo ténis porque amo o ténis“, disparou em conversa com os jornalistas.

Nadal lembra que há mais coisas para além dos Grand Slams. “Estou muito feliz e trabalho para momentos como este, mas os Grand Slams não são tudo. Fiquei muito feliz quando ganhei Montréal, há um mês. Foram sensações diferentes, é certo, mas igualmente especiais. Mas se a luta pelos Grand Slams atrai atenções dos fãs, eu fico feliz por fazer parte dela. É entusiasmante para o ténis”.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.