Murray partilha desejo: «Espero defrontar Federer uma vez mais!»

Por Pedro Gonçalo Pinto - Junho 8, 2022

Andy Murray é um dos exemplos de resiliência no circuito, contrariando problema atrás de problema, estando agora na luta para se preparar para Wimbledon. O antigo número um do Mundo deu uma entrevista ao site do ATP Tour, na qual picou vários pontos, falando de como se sente, mas também de Rafael Nadal e Roger Federer.

COMO SE SENTE

Em comparação com o ano passado, sinto-me completamente diferente. No ano passado estava a tentar preparar-me antes de Queen’s, mas não me mexia bem e não me senti bem até faltarem quatro dias para o início de Wimbledon. A preparação não existiu.

WIMBLEDON

Nesta temporada já tenho três semanas em relva e felizmente não tive nenhuma dificuldade física que me parasse até agora ou que mudasse a minha preparação. Fiz vários encontros e se tudo correr bem espero fazer mais uns quantos nas próximas semanas. É esta ideia para chegar o melhor preparado possível a Wimbledon.

COMPARAÇÃO COM NADAL

A minha motivação existe porque continuo a amar este desporto. A minha situação é um pouco diferente da do Nadal, devido à operação que tive. Ele continuar a jogar para bater recordes e ganhar Grand Slams. Claro que tens de amar o que fazes e estar disposto a suportar a dor, é algo que aprendes à medida que cresces, mas é mais fácil jogar com dor quando competes pelos títulos mais importantes.

Un último partido contra Federer

Adorava ver o Roger jogar de novo, nunca sabe quando o fim pode chegar. Obviamente as pessoas falam disto há muito tempo e dizem que a NextGen já cá está, mas são os mesmos a ganhar os Grand Slams, por isso adorava ver o Roger competir outra vez. Não conheço a situação, mas acredito que vai voltar, não sei durante quanto tempo. Espero defrontá-lo uma vez mais porque já passou muito tempo desde a última, em 2015.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.