Murray arrasa caso de sexismo na gala da Bola de Ouro

Esta segunda-feira foi dia de Bola de Ouro no futebol e houve um momento de enorme polémica e que Andy Murray não deixou passar em claro. Ada Hegerberg foi a grande vencedora da Bola de Ouro feminina e no momento do discurso, o apresentador Martin Solveig perguntou à norueguesa se queria dançar… um twerk.

A jogadora foi clara na resposta e recusou de forma fria e a reação na plateia foi de espanto. O antigo número um mundial reagiu nas redes sociais ao momento e classificou-o… de sexismo. “Mais um exemplo de que o sexismo ainda existe no desporto. Até quando as mulheres vão ter de levar com esta mer**? Que perguntas fizeram ao Mbappe e Modric? Provavelmente alguma coisa relacionada com futebol”pode ler-se na sua conta oficial do Instagram.

“Para todos os que pensam que as pessoas estão a exagerar e que foi apenas uma piada… não foi. Estou envolvido no desporto durante toda a minha vida e o nível de sexismo é irreal”, afirmou Murray, visivelmente indignado.