Medvedev e os possíveis castigos aos russos: «Vou jogar enquanto tiver oportunidade…»

Por Pedro Gonçalo Pinto - Março 13, 2022

Daniil Medvedev jogou pela primeira vez como número um do Mundo e entrou bem no Masters 1000 de Indian Wells, ao bater facilmente Tomas Machac. Mas um tema recorrente é a invasão que a sua Rússia mantém na Ucrânia, algo que já obrigou o líder do ranking a jogar sem bandeira. Questionado sobre se considera justo os russos continuarem a jogar, Medvedev garantiu que vai continuar enquanto puder.

“Não me cabe a mim decidir isso. Eu sigo as regras, não posso fazer outra coisa. Neste momento, a regra é que podemos jogar com bandeira neutral. Quero jogar o meu desporto favorito. Vou jogar enquanto tiver oportunidade… Vou estar aqui a jogar para os adeptos e para mim também, claro. Também acredito que o ténis é um desporto muito individual. Vamos ver como isto evolui”, apontou.

Sobre o que significou jogar enquanto líder do ranking mundial, Medvedev não escondeu ter sido um sonho. “É uma grande sensação, algo com que sempre sonhei. Ao mesmo tempo, quero melhor o meu jogo e tentar ganhar mais. Por exemplo, claro que queria ter ganho o Australian Open. Se voltar a ter uma oportunidade com essa, tenho de ser mais forte e melhor. Quantos mais torneios vencer, mais possibilidades tenho de continuar como número um. Só penso nisso”rematou.

https:\/\/bolamarela.pt//bolamarela.pt//bolamarela.pt/medvedev-estreia-se-como-numero-um-sem-problemas-alcaraz-joga-muito-e-avanca-no-deserto/

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.