Medalhados no Rio, Murray e Nishikori falhariam Jogos Olímpicos se a qualificação fechasse agora

Por Nuno Chaves - Março 3, 2020
murray-delpotro-nishikori

2020 é ano de Jogos Olímpicos e a corrida para garantir um lugar em Tóquio já está em marcha e promete oferecer fortes emoções até ao fecho deste ranking não-oficial.

A classificação provisória contabiliza os pontos somados a partir do final de Roland Garros 2019 até à edição de 2020 do Grand Slam parisiense e, até ao momento, há vários pontos a destacar.

Desde logo porque João Sousa, número um nacional, está entre os 56 tenistas que garantem entrada direta nos Jogos Olímpicos, mas também porque os medalhados na última edição no Rio de Janeiro, caso se realizassem agora, não estariam presentes: falamos de Kei Nishikori Andy Murray, vencedor da medalha de ouro em singulares, nas últimas duas edições.

De referir que nesta luta, cada país não pode levar mais do que seis tenistas (incluíndo a variante de pares), sendo que nos singulares o máximo são de quatro jogadores. Além dos 56 tenistas que têm entrada direta, os vencedores dos Jogos Asiáticos (Denis Istomin), Jogos Africanos (Mohamed Safwat) e Jogos Pan-Americanos (João Menezes) também têm um lugar garantido, desde que estejam dentro do top 300 ATP.

Quanto à vaga europeia, ficará disponível para o melhor jogador europeu do ranking cujo país não tenha qualquer qualificado: ora, Dominik Koepfer, alemão que ocupa o 68.º lugar deste ranking e que é o primeiro alternate, não poderia ser, uma vez que a Alemanha já tem jogadores, por isso, seria o húngaro Attila Balazs.

Certo é que o Brasil, caso os Jogos Olímpicos se realizassem agora, teria mais um jogador, além de João Menezes: trata-se de Thiago Monteiro. O brasileiro está como segundo alternate mas garantia a entrada direta já que há duas vagas para serem reajustadas.

Tudo porque uma seria para o país organizador (Japão) oferecer a algum jogador seu (não precisa de oferecer, uma vez que tem, para já, três tenistas qualificados) e outra para um país da Oceânia que não tivesse qualquer tenista qualificado. A Austrália é, até ao momento, o único país com tenistas em zona de qualificação e, Rhett Purcell, da Nova Zelândia, é quem poderia receber o convite, mas ocupa apenas um 883.º lugar desta corrida, o que seria praticamente impossível entrar no top 300 a tempo.

Com isto, Thiago Monteiro e Dominik Koepfer, os dois primeiros alternates, entravam diretamente.

De referir ainda que Thiago Wild também está na luta, ainda para mais depois dos bons resultados dos últimos tempos (para já é 85.º)

Espreite o quadro que mostra aqueles que estão garantidos:

Vaga
ATP
Tenista
País (#)
Pontos (08/06)
1
1
Novak Djokovic
SRB 1
7585
2
2
Rafael Nadal
ESP 1
5590
3
3
Daniil Medvedev
RUS 1
5110
4
4
Dominic Thiem
AUT 1
3965
5
5
Roger Federer
SUI 1
3950
6
6
Stefanos Tsitsipas
GRE 1
3345
7
7
Alexander Zverev
GER 1
2685
8
8
Gael Monfils
FRA 1
2355
9
9
David Goffin
BEL 1
2265
10
10
Matteo Berrettini
ITA 1
2180
11
11
Andrey Rublev
RUS 2
2030
12
12
Roberto Bautista Agut
ESP 2
1935
13
13
Diego Schwartzman
ARG 1
1760
14
14
Grigor Dimitrov
BUL 1
1335
15
15
Denis Shapovalov
CAN 1
1560
16
16
Karen Khachanov
RUS 3
1435
17
17
Stan Wawrinka
SUI 2
1410
18
18
Alex de Minaur
AUS 1
1410
19
19
Pablo Carreno Busta
ESP 3
1345
20
20
Cristian Garin
CHI 1
1310
21
21
Felix Auger-Aliassime
CAN 2
1190
22
22
Taylor Fritz
USA 1
1190
23
23
Daniel Evans
GBR 1
1130
24
24
John Isner
USA 3
1070
25
25
Nick Kyrgios
AUS 2
1060
26
26
Nikoloz Basilashvili
GEO 1
1050
27
27
Ugo Humbert
FRA 3
1025
28
28
Benoit Paire
FRA 3
1020
29
29
Reilly Opelka
USA 4
1000
30
30
Fabio Fognini
ITA 2
985
31
31
Hubert Hurkacz
POL 1
960
32
32
Milos Raonic
CAN 3
945
33
33
Adrian Mannarino
FRA 4
935
34
34
Dusan Lajovic
SRB 2
925
35
35
Albert Ramos-Vinolas
ESP 4
925
X
36
Sam Querrey
USA 5
920
36
37
John Millman
AUS 3
901
37
38
Marin Cilic
CRO 1
890
38
39
Casper Ruud
NOR 1
857
39
40
Guido Pella
ARG 2
840
X
41
Richard Gasquet
FRA 5
840
40
42
Jan-Lennard Struff
GER 2
830
41
43
Yoshihito Nishioka
JPN 1
817
X
44
Feliciano Lopez
ESP 5
813
42
45
Filip Krajinovic
SRB 1
805
X
46
Jo-Wilfried Tsonga
FRA 6
795
43
47
Kyle Edmund
GBR 2
785
44
48
Aljaz Bedene
SLO 1
775
X
49
Gilles Simon
FRA 7
770
45
50
Borna Coric
CRO 2
760
46
51
Miomir Kecmanovic
SRB 4
730
X
52
Tennys Sandgren
USA 6
727
X
53
Tommy Paul
USA 7
721
47
54
Alexander Bublik
KAZ 1
705
48
55
Egor Gerasimov
BLR 1
696
49
56
Jiri Vesely
CZE 1
688
50
57
Lorenzo Sonego
ITA 3
680
X
58
Jeremy Chardy
FRA 8
660
X
59
Lucas Pouille
FRA 9
640
51
60
James Duckworth
AUS 4
636
52
61
Vasek Pospisil
CAN 4
630
X
62
Steve Johnson
USA 8
630
53
63
Yuichi Sugita
JPN 2
627
54
64
Andreas Seppi
ITA 4
621
55
65
João Sousa
POR 1
606
56
66
Yasutaka Uchiyama
JPN 3
601
X
67
Fernando Verdasco
ESP 6
600
ALT 1
68
Dominik Koepfer
GER 3
548
EUR
69
Attila Balazs
HUN 1
579
ALT 2
70
Thiago Monteiro
BRA 1
438
X
71
Jannik Sinner
ITA 5
569
ALT 3
72
Juan Ignacio Londero
ARG 3
541
ALT 4
73
Mikael Ymer
SWE 1
535
ALT 5
74
Emil Ruusuvuori
FIN 1
534
ALT 6
75
Mikhail Kukushkin
KAZ 2
531
ALT 7
76
Soonwoo Kwon
KOR 1
531
ALT 8
77
Cameron Norrie
GBR 3
522
X
78
Gianluca Mager
ITA 6
522
X
79
Jordan Thompson
AUS 5
515
X
80
Stefano Travaglia
ITA 7
509
ALT 9
81
Marton Fucsovics
HUN 2
497
ALT10
82
Dennis Novak
AUT 2
496
ALT11
83
Lloyd Harris
RSA 1
492
X
84
Corentin Moutet
FRA 10
491
ALT12
85
Thiago Seyboth Wild
BRA 2
488
ALT13
86
Federico Delbonis
ARG 4
486
X
87
Pierre-Hugues Herbert
FRA 11
480
ALT14
88
Kei Nishikori
JPN 4
470
ALT21
101
Andy Murray
GBR 4
412
AFR
124
Mohamed Safwat
EGY 1
339
ASI
139
Denis Istomin
UZB 1
280
AME1
222
João Menezes
BRA 3
159
AME2
280
Marcelo Tomas Barrios Vera
CHI 5
106
GS/OLY 2
478
Juan Martin del Potro
ARG 28
45

Quadro: Surto Olímpico

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.